Available languages:
António Guterres (secretário-geral) sobre o Dia Internacional em memória das vítimas do Holocausto (27 de janeiro de 2020)
22 Jan 2020 -  Mensagem vídeo de António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas, sobre o Dia Internacional em memória das vítimas do Holocausto.
Neste dia, relembramos um dos crimes mais hediondos do nosso tempo: o assassinato sistemático de seis milhões de judeus, homens, mulheres e crianças no Holocausto e outros milhões de pessoas mortas pelos nazistas e seus colaboradores.
Nós prometemos jamais esquecer, juramos contar suas histórias e honrá-las ao defender o direito de cada um de viver com dignidade num mundo justo e pacífico.
A libertação dos campos de extermínio, há 75 anos, encerrou a carnificina, e tornou clara a um mundo horrorizado, a magnitude dos crimes praticados pelos nazistas.
A partir desses horrores, as Nações Unidas foram criadas para unir os países pela paz e pela nossa humanidade comum, e para evitar impedir qualquer repetição de tais crimes contra a humanidade.
O ressurgimento do ódio, nos últimos anos, desde o extremismo violento aos ataques a locais de culto, mostra que o antissemitismo, outras formas de intolerância religiosa, racismo e preconceito ainda se fazem bem presentes.
75 anos depois, ressurgem os neonazistas e supremacistas brancos e persistem esforços para diminuir o Holocausto e negar ou subestimar a responsabilidade de seus autores.
E assim como perdura o ódio, nós devemos persistir na nossa eterminação em combatê-lo Hoje e todos os dias, trazemos à memória as vítimas do Holocausto ao buscarmos a verdade, a lembrança e a educação, e ao consolidarmos a paz e a justiça em todo o mundo.